Exportações de café brasileiro aumentam em julho

Vendas do produto para o exterior atingiram R$ 532 milhões no mês

São Paulo – As exportações de café do Brasil, o maior produtor mundial do grão, atingiram em julho R$ 532 milhões, que representam 34,9% mais que no mesmo mês de 2010, segundo divulgou nesta sexta-feira a patronal do setor.

Apesar do aumento do faturamento, o volume foi reduzido em 17,5% na mesma comparação ao totalizar no sétimo mês do ano dois milhões de sacos de 60 quilogramas.

O Conselho de Exportadores de Café (CeCafé) apontou que a diminuição do volume foi “ocasionada principalmente pela redução do 19,1% das exportações de café verde”, que representa 87% do grão vendido ao exterior.

“A queda no volume exportado está relacionado com as baixas da reserva de passagem (o que sobra da colheita anterior) e com o início de uma colheita do ciclo de baixa produção”, explicou Guilherme Braga, diretor-geral do CeCafé.

O maior comprador de café brasileiro em julho foram os Estados Unidos, com 3,7 milhões de sacos, número superior em 18,28% ao do mesmo mês de 2010.

Atrás do Brasil apareceram Alemanha, com 3,5 milhões de sacos, o que representa um aumento de 11,07% frente a julho de 2010, e Itália, com 1,5 milhão e um crescimento de 9,59%.