Expansão do PIB russo no 1º trimestre surpreende

Rosstat informou que PIB do país cresceu 1,6% no primeiro tri, na comparação com mesmo período do ano anterior, acima da previsão do Ministério da Economia

Moscou – O crescimento econômico da Rússia no primeiro trimestre do ano superou as expectativas do governo, mas foi puxado principalmente pelo consumo interno e não parece o prenúncio de uma recuperação duradoura, segundo analistas.

Na sexta-feira passada o serviço federal de estatísticas Rosstat informou que o PIB do país cresceu 1,6% no primeiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, acima da previsão do Ministério da Economia, de 1,1%.

Porém, para Nikolai Kondrashev, professor da Higher School of Economics, a diferença entre os dois números é “de natureza técnica”. “A demanda dos consumidores é o único motor do crescimento no momento”, comenta.

Segundo Maxim Oreshkin, economista-chefe do VTB Capital, os números são diferentes porque o governo analisa um número menor de setores do que a Rosstat. Para ele, uma recuperação substancial é improvável, porque o governo está reduzindo gastos, os investimentos estão próximos de zero e as exportações estão estagnadas há quase dois anos.

“Estruturalmente, nós acreditamos que o crescimento econômico ainda está sendo puxado pelo consumo privado, que se beneficiou das fortes altas nos salários e renda, além da expansão contínua no crédito no varejo”, afirmam em nota os analistas do HSBC.

Após reduzir a projeção de crescimento do PIB este ano de 3,7% para 2,4%, agora o governo estuda maneiras de incentivar a atividade.

“Apesar de superar as projeções, o crescimento do primeiro trimestre é outro alerta de que o atual modelo de crescimento da Rússia perdeu fôlego”, diz a Capital Economics.

As informações são da Dow Jones.