Eurodeputados exigem suspensão de negociações com Mercosul

Ao todo, 20 eurodeputados fizeram a exigência perante a crise política vivida no Brasil

Bruxelas – No total, 20 eurodeputados exigiram nesta terça-feira da alta representante da União Europeia (UE) para Assuntos Exteriores e Política de Segurança, Federica Mogherini, a suspensão das negociações de acordo comercial com o Mercosul perante a crise política vivida no Brasil.

A carta, impulsionada por Xabier Benito (Podemos), e respaldada por um total de 22 eurodeputados de outros partidos da Esquerda Unitária, Sociais-Democratas, Verdes e Liberais, alertaram sobre o “aumento da violência no campo e o uso das Forças Armadas para reprimir protestos sociais”.

“É absolutamente inaceitável que a Comissão Europeia prossiga com a negociação de um acordo de comércio com o Mercosul sem considerar a grave situação dos direitos humanos no Brasil e subordinando os direitos humanos aos interesses econômicos e comerciais da UE”, denunciaram os eurodeputados assinantes à chefe da diplomacia europeia.

“Pedimos à Comissão Europeia que elabore uma avaliação do impacto sobre os direitos humanos das relações de comércio e investimento existente entre a UE e os países do Mercosul, em linha com as recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas”, acrescentaram.