EUA processam Huawei por fraude bancária e espionagem industrial

Empresa foi alvo de investigação americana que acabou com o pedido de prisão da diretora financeira à Justiça do Canadá

Washington – O governo dos Estados Unidos processou nesta segunda-feira a gigante chinesa do setor de tecnologia Huawei de cometer fraude bancária através da violação das sanções ao Irã e de roubo de segredos comerciais de uma concorrente americana.

O processo foi apresentado pelo Departamento de Justiça em um tribunal do Brooklyn, em Nova York, contra a Huawei, duas companhias afiliadas e a diretora financeira, Meng Wanzhou. No total, são 13 acusações de fraude e conspiração para burlar as sanções ao Irã.

A Huawei Technologies Co., maior fabricante de smartphones da China, foi alvo de uma ampla investigação por parte das autoridades americanas, que em dezembro do ano passado pediram à Justiça do Canadá a prisão de Meng Wanzhou.