Etanol: EUA exportam 363 milhões de litros para o Brasil em março

Resultado representa o segundo maior volume mensal de exportação do biocombustível americano para o país, atrás apenas dos números de fevereiro

As exportações de etanol dos Estados Unidos para o Brasil somaram 363,021 milhões de litros em março, queda de 7 por cento ante o recorde mensal registrado em fevereiro, informou nesta quinta-feira a Renewable Fuels Association (RFA), que representa os produtores norte-americanos.

Apesar da queda, foi o segundo maior volume de etanol norte-americano mensal importado pelo Brasil, que permaneceu como o principal destino do biocombustível dos EUA pelo quinto mês consecutivo.

Os volumes comprados do produto dos EUA estão elevados apesar de uma tarifa de 20 por cento para importações de etanol que excedam 150 milhões de litros por trimestre. As exportações foram realizadas em meses de entressafra no Brasil, que vem registrando forte consumo do biocombustível em meio a preços mais altos da gasolina.

Desde setembro do ano passado, o governo brasileiro impôs a taxa por um período de 24 meses, numa tentativa de limitar grandes importações registradas em 2017.

As exportações de etanol dos EUA para todos os destinos totalizaram mais de 814 milhões de litros em março, queda de 2 por cento ante o recorde de vendas externas registrado em fevereiro.

Segundo a Renewable Fuels Association (RFA), março foi o segundo maior volume de embarques de etanol da história dos EUA.

Com o início da safra do centro-sul em abril, as importações podem diminuir, até porque usinas brasileiras têm privilegiado a produção de etanol, mais lucrativo que o açúcar.