Estoque de crédito fica estável em janeiro, informa BC

De acordo com a autoridade monetária, o crédito para pessoas físicas cresceu 1,2% em janeiro e 16,6% em 12 meses

Brasília – O estoque de operações de crédito do sistema financeiro ficou praticamente estável em janeiro ante dezembro e chegou a R$ 2,367 trilhões, informou nesta terça-feira o Banco Central.

No trimestre encerrado em janeiro, a carteira cresceu 4,0%. Em 12 meses, a elevação foi de 16,4%.

De acordo com a autoridade monetária, o crédito para pessoas físicas cresceu 1,2% em janeiro e 16,6% em 12 meses. Já para pessoas jurídicas, a queda foi de 1% no mês passado e houve alta de 16,3% em 12 meses.

O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 53,6% em dezembro para 53,2% no mês passado.

Juros

Segundo o BC, a taxa média de juros no crédito livre subiu de 25,3% ao ano em dezembro de 2012 para 26,1% ao ano em janeiro de 2013.

Os dois números já consideram a nova metodologia aplicada a partir desta terça-feira pela autoridade monetária para o crédito livre, que passa a englobar novas linhas de financiamento, como leasing, desconto em cheque, antecipação de fatura de cartão e cheque especial para Pessoa Jurídica.


Pela metodologia antiga, divulgada até o mês passado, a taxa média de juros no crédito livre em dezembro estava em 28,1% e já registrava o 10º mês consecutivo de queda, sendo o menor nível da série histórica iniciada em 2000.

No caso da pessoa física, no novo formato, a taxa média de juros no crédito livre avançou de 33,9% ao ano em dezembro para 34,5% ao ano em janeiro. Para a pessoa jurídica (PJ), a taxa média de juros subiu de 17,9% ao ano em dezembro para 18,8% ao ano em janeiro.

Entre as principais linhas de crédito livre para a pessoa física, destaque para o cheque especial, cuja taxa se manteve em 138% ao ano, e para o crédito pessoal, que subiu de 36,8% ao ano para 37,1% ao ano. Para veículos, os juros subiram de 19,8% ao ano para 20,5% ao ano.

A partir desta divulgação o BC passa a informar também a taxa média de juros no crédito total, que subiu de 18% ao ano em dezembro de 2012 para 18,5% ao ano em janeiro de 2013. Outro dado novo é o juro médio do crédito direcionado, que subiu de 7,0% ao ano para 7,2% ao ano na mesma comparação.