Estatais federais deixam R$ 10 bilhões sem investir em 2013

As estatais federais executaram 92,1% dos investimentos previstos para 2013

Brasília – As estatais federais executaram 92,1% dos investimentos previstos para 2013. No ano passado, porém, as empresas do governo deixaram de aplicar quase R$ 10 bilhões em obras e projetos no País, mostra relatório do Ministério do Planejamento que traz a execução do Orçamento de Investimento das estatais no decorrer de 2013.

O documento cita que a dotação de 2013 para essas empresas somou R$ 123 bilhões, dos quais aproximadamente R$ 113 bilhões foram executados.

O relatório divulga o desempenho de 74 estatais, 67 do setor produtivo e 7 do setor financeiro. A Petrobras foi uma das que apresentaram uma melhor execução dos investimentos no ano passado, com aplicação de 97,6% do total dos recursos. Foram desembolsados pela petrolífera R$ 72,6 bilhões de um total de R$ 74 bilhões para o ano.

O Grupo Eletrobras investiu R$ 7 bilhões, o que equivale a 82,7% do orçamento de R$ 8,7 bilhões. A Telebrás gastou R$ 286 milhões, ou seja, 56,8% do total de R$ 503 milhões. A Infraero executou 80,8% de seu orçamento, aplicando R$ 1,6 bilhão e deixando de investir R$ 4 bilhões.

No setor financeiro, a Caixa aplicou R$ 1,7 bilhão, representando 74,9% do total de R$ 2,3 bilhões. O Banco do Brasil investiu apenas metade do previsto para o ano – R$ 1,5 bilhão do valor global de R$ 3 bilhões.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) executou 46,9% de seu orçamento de R$ 35 milhões para o ano, um gasto de R$ 16,5 milhões.

O documento ainda revela que a maior parte dos investimentos das estatais em 2013 foi destinada à Região Sudeste (29,9%), seguida pelo Nordeste (15,5%), Sul (2,9%), Norte (2,3%) e Centro-Oeste (0,3%).

Outros investimentos foram feitos nas regiões caracterizadas como ‘nacional’ (39%) e ‘exterior’ (10%). O relatório foi publicado nesta sexta-feira, 31, no Diário Oficial da União (DOU).