Equador quer promover exportações e atrair investimento da China

Comitiva vai se reunir com representantes de empresas chinesas

O chanceler do Equador, José Valencia, disse neste sábado que o propósito fundamental da próxima visita de Estado do presidente, Lenín Moreno, à China é o de promover as exportações e atrair o investimento do gigante asiático.

Valencia acompanhará junto com outros ministros Moreno na sua visita oficial à China, que começa na terça-feira em Pequim, primeira parada de uma viagem internacional que o levará depois a Catar e Espanha.

O chefe da diplomacia equatoriana detalhou que 40 empresários do país viajarão na comitiva com o objetivo de se reunir com representantes “das mais importante empresas chinesas pertencentes aos diferentes setores da produção e do comércio”.

Valencia também disse que durante a visita serão assinados vários convênios de cooperação bilateral e esclareceu que será assinado em paralelo um memorando de entendimento com a China “para a negociação de um convênio bilateral de investimentos”, ao que se somará um fórum de negócios para “viabilizá-las”.