Entidade diz que orçamento de Trump não equilibra contas federais

O relatório do CBO afirma que o orçamento de Trump, caso entre em vigor, resultará em um déficit de US$ 720 bilhões ao final de 10 anos

Washington – O apartidário Escritório para o Orçamento Congressual (CBO, na sigla em inglês) afirmou nesta quinta-feira que a proposta de orçamento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não caminha para um equilíbrio nas contas federais, ao contrário do prometido pela Casa Branca.

O relatório do CBO afirma que o orçamento de Trump, caso entre em vigor, resultará em um déficit de US$ 720 bilhões ao final de 10 anos, e não no pequeno superávit prometido pelo governo.

O CBO diz que o orçamento de Trump reduziria o déficit em um total de US$ 3,3 trilhões ao longo de uma década, em vez do corte de US$ 5,6 bilhões no déficit prometido pela Casa Branca.

A entidade apartidária estimou que os déficits a cada ano no período analisado superariam o déficit de US$ 585 bilhões registrado no ano passado.

O CBO afirma que Trump confiou muito nas projeções otimistas sobre o crescimento econômico e que por causa delas o orçamento não é equilibrado, como prometido.

“Quase toda a diferença ocorre porque a administração projeta receitas maiores – oriundas sobretudo de uma projeção de crescimento econômico mais forte”, diz a entidade.

O orçamento de Trump prevê que a economia dos EUA em breve acelere para um crescimento de 3% ao ano. Já o CBO espera em média crescimento de 1,9%.

O projeto orçamentário de Trump prevê cortes politicamente não realistas na rede de segurança social para os pobres e a redução de outros programas domésticos.

Muitas de suas recomendações foram consideradas impossíveis de saída e estão sendo ignoradas pelos republicanos que controlam o Congresso.

Fonte: Dow Jones Newswires.