Empresas americanas mantêm US$ 1,6 trilhão não tributados

Segundo esse relatório, apenas vinte grandes grupos econômicos norte-americanos, como Apple, Microsoft e o banco Goldman Sachs teriam, sozinhos, a metade dessa quantidade

Washington – Grandes empresas norte-americanas mantêm 1,6 trilhão de dólares em lucros no exterior que não são legalmente tributados nos EUA, segundo a organização não governamental Citizens for Tax Justice.

Segundo esse relatório, apenas vinte grandes grupos econômicos norte-americanos, como Apple, Microsoft e o banco Goldman Sachs teriam, sozinhos, ao final de 2011, a metade dessa quantidade (794 bilhões de dólares) que estão protegidos contra qualquer possibilidade de serem tributados pelo fisco norte-americano em virtude do chamado mecanismo de imposto diferido.

Esta disposição do código fiscal permite às empresas diferir indefinidamente o pagamento de impostos sobre os lucros localizados no exterior enquanto estes não forem enviados aos Estados Unidos.

“Para muitas empresas norte-americanas, a maioria desses lucros localizados fora das fronteiras são na realidade obtidos nos Estados Unidos e depois enviados a paraísos fiscais”, onde são pouco ou nada tributados, denuncia a ONG, que afirma que compilou esses dados a partir de relatórios financeiros das empresas.