Empresários brasileiros elegem quatro prioridades para o G20

As recomendações se dividem nas áreas de comércio, infraestrutura, financeira e pequenas e médias empresas

São Paulo – Cerca de 75 empresários brasileiros se reuniram na manhã desta sexta-feira, 29, com a comitiva do Business 20 (B20), plataforma empresarial do G20, e elegeram quatro recomendações para as áreas de comércio, infraestrutura, financeira e pequenas e médias empresas que devem ser levadas à reunião das 20 maiores economias do mundo em novembro, na Turquia.

O encontro foi mediado pela Câmara de Comércio Internacional (em inglês International Chamber of Commerce – ICC Brasil), instituição de resolução de arbitragens que reabriu escritório no Brasil em dezembro do ano passado, após ter fechado a sede que tinha no Rio de Janeiro em 2012.

De acordo com o diretor-executivo do ICC, Julian Kassum, na área de comércio, a maioria dos empresários identificou como prioridade a ratificação e implementação do acordo de facilitação de comércio da Organização Mundial do Comércio (OMC), lançado em 2013, mas que poucos países assinaram até agora.

Na área de infraestrutura, os executivos recomendaram o desenvolvimento de planos nacionais de estratégia para fomentar o setor. “Cada país tem que apresentar um plano”, comentou.

Outra recomendação eleita pelos empresários que será levada à reunião do G20, acrescentou Kassum, foi o aumento da participação das economias emergentes no sistema financeiro mundial, como nas operações do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Eles identificaram ainda como prioridade a defesa de maior participação das pequenas e médias empresas nas cadeias globais de comércio e desburocratização dessas relações.

O diretor explicou que cada uma dessas recomendações foi eleita entre cinco propostas apresentadas para cada uma das quatro áreas. De acordo com ele, essa foi a primeira reunião do B20 no Brasil e faz parte de uma série de encontros com empresários de diversos países, das quais serão colhidas recomendações que serão levadas à reunião do G20.

Desde 2010, o B20 estima que foram entregues mais de 400 recomendações de fortalecimento da agenda empresarial aos líderes do bloco.