Empresa francesa vai “rifar” imóveis na Espanha por 10 euros

Em plena crise, o francês Léonard Simpatico prevê sortear na Espanha uma casa por dia através de compras coletivas na internet

Madri – O francês Léonard Simpatico vai oferecer na Espanha a possibilidade de se ganhar uma casa através da internet pelo modesto preço de 10 euros, uma iniciativa original em momentos de crise financeira e imobiliária.

Depois que algumas pessoas foram impedidas legalmente de sortear suas casas, Simpatico encontrou uma fórmula de “compras coletivas”.

“Abrimos nossos escritórios em Madri e o objetivo é sortear os primeiros imóveis em duas semanas”, explicou Simpatico em entrevista à Agência Efe, que há um ano organiza rifas similares na França e que prevê sortear na Espanha uma casa por dia.

“As previsões para a Espanha são extremamente positivas porque, apesar da crise, é um produto muito atrativo”, tanto para os usuários nacionais como para os estrangeiros que sonham em ter no país sua segunda residência, afirmou.

Os imóveis espanhóis ficaram 32,4% mais baratos desde que alcançaram seu preço mais alto em dezembro de 2007. Entretanto, as vendas não aumentaram diante da escassez de empréstimos hipotecários autorizados pelos bancos.

A queda nos preços ocorre, sobretudo, nas capitais, grandes cidades e no litoral mediterrâneo, onde se concentram os compradores estrangeiros, principalmente britânicos, franceses, alemães e russos.

Simpatico disse que seu site é acessado atualmente por pessoas de 33 países e adiantou que, após abrir sedes na França e na Espanha, prevê filiais em Marrocos, Romênia, China, Reino Unido, Bélgica e Grécia antes do fim do ano.


O empresário garantiu que sua empresa não oferece um jogo de azar “online”, pois é um “jogo sem a obrigação de compra” e o participante pode resgatar seu dinheiro antes do sorteio.

“Trata-se de uma aquisição coletiva. A casa é comprada por todos aqueles que participam e fica com o ganhador do sorteio”, explicou Simpatico.

A ideia de aplicar este sistema de venda aos imóveis surgiu da necessidade de encontrar alternativas para a crise financeira e imobiliária, além de oferecer uma oportunidade tanto aos que querem vender suas casas, mas não têm comprador, por um preço adequado às suas necessidades, como àqueles que querem comprar, mas não conseguem crédito hipotecário, acrescentou.

“Antes você trabalhava, ia ao banco, financiava e comprava uma casa. Agora este esquema acabou. Os bancos deixaram de cumprir seu papel e é muito, muito difícil ser proprietário”, afirmou Simpático, que insistiu que o seu objetivo é oferecer uma alternativa para essa situação.

Os interessados em vender sua casa poderão anunciar no site “www.simpaticojuegos.es” e serão os próprios internautas que vão decidir os imóveis a serem rifados.


A companhia vai comprar as casas escolhidas (o que a obriga a ter uma sede no país) e sorteá-las entre as pessoas que adquiriram as cédulas correspondentes por 10 euros.

Simpatico salientou que uma mesma pessoa não poderá adquirir mais de cinco cédulas por mês a fim de evitar a lavagem de dinheiro e para não incentivar a ludopatia (vício em jogos de azar).

Cada imóvel sorteado sairá por um preço fixo, de modo que o sorteio não será efetuado até que sejam vendidas cédulas suficientes para cobrir este valor, segundo Simpatico.

Posteriormente, um agente judicial realizará o sorteio entre as cédulas vendidas e o ganhador se tornará o proprietário da casa sem nenhuma despesa. A empresa fica com uma comissão de 15% do preço fixado.