Em carta, 1.470 economistas pedem para Trump aceitar imigração

Entre os signatários estão 6 vencedores do Prêmio Nobel e figuras de todos os lados do espectro político; leia a íntegra

São Paulo – Um grupo de 1.470 economistas enviou na última quarta-feira (12) uma carta aberta a Donald Trump e outros líderes políticos americanos defendendo os benefícios da imigração.

“A imigração é uma das vantagens competitivas significativas da América na economia global. Com as necessárias e apropriadas salvaguardas estabelecidas, a imigração representa uma oportunidade ao invés de uma ameaça a nossa economia e aos trabalhadores americanos”, diz o texto.

Entre os signatários estão 6 vencedores do prêmio Nobel de Economia: Oliver Hart, Angus Deaton, Alvin E. Roth, Vernon Smith, Lars Peter Hansen e Roger Myerson.

A lista inclui nomes de todo o espectro político. Entre os que serviram em administrações republicanas estão Jim Miller, diretor de Orçamento no governo de Ronald Reagan, George P. Shultz, secretário de Estado de Reagan, e Glenn Hubbard, conselheiro econômico no governo de George W. Bush.

Também assinam Austan Golsbee, conselheiro econômico de Barack Obama, e Alice Rivlin, diretora do Orçamento no governo de Bill Clinton.

A carta afirma que a imigração traz trabalhadores jovens que podem balancear o envelhecimento da população, além de estarem concentrados em áreas ligadas a inovação como ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

A retórica anti-imigração foi uma das principais armas da campanha vitoriosa de Trump, que agora tenta banir a entrada de cidadãos de alguns países e promete construir um muro na fronteira com o México.

Veja a íntegra da carta traduzida:

“Os economistas signatários representam uma ampla faixa de visões políticas e econômicas. Entre nós há Republicanos e Democratas. Alguns de nós favorecem mercados livres enquanto outros defendem um papel maior para o governo na economia. Mas em algumas questões há uma concordância quase universal. Uma dessas questões é o amplo benefício econômico que os imigrantes trazem a este país.

Na medida que o Congresso e a Administração se preparam para revisitar as nossas leis de imigração, escrevemos para expressar esse amplo consenso de que a imigração é uma das vantagens competitivas significativas da América na economia global. Com as necessárias e apropriadas salvaguardas estabelecidas, a imigração representa uma oportunidade ao invés de uma ameaça a nossa economia e aos trabalhadores americanos.

Nós vemos os benefícios da imigração como múltiplos:

  • A imigração traz empreendedores que começam novos negócios que contratam trabalhadores americanos
  • A imigração traz trabalhadores jovens que ajudam a contrabalançar a aposentadoria em massa dos baby boomers
  • A imigração traz habilidades diversas que ajudam a manter nossa força de trabalho flexível, ajuda as empresas a crescer e aumenta a produtividade dos trabalhadores americanos
  • Os imigrantes têm uma probabilidade maior de estarem trabalhando em campos inovadores e criadores de empregos como ciência, tecnologia, engenharia e matemática que criam produtos que melhoram a vida e geram crescimento econômico

A imigração sem dúvidas também tem custos, particularmente para americanos em certas indústrias e americanos com níveis mais baixos de educação. Mas os benefícios que a imigração traz para a sociedade superam de longe os custos, e uma política de imigração inteligente pode maximizar os benefícios da imigração enquanto reduz seus custos.

Nós exortamos o Congresso para que modernize nosso sistema de imigração de uma forma que maximize as oportunidades que a imigração pode trazer e reafirme a continuidade do nosso rico histórico de acolhimento a imigrantes nos Estados Unidos.”