Eletrobras quer R$12 bi de indenização por renovação

Estatal espera receber valor em indenização com a renovação da concessão de linhas de transmissão para investimentos feitos antes de 2000

Rio de Janeiro – O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, disse nesta segunda-feira à Reuters que a estatal espera receber cerca de 12 bilhões de reais de indenização com a renovação da concessão de linhas de transmissão para investimentos feitos antes do ano 2000.

Na semana passada, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a metodologia de cálculo das indenizações adicionais a empresas de transmissão que aderiram à renovação das concessões do governo.

Em outubro, o diretor André Pepitone, relator do caso na Aneel, havia dito que o valor dessas indenizações deveria ser “residual”. A Eletrobras vinha declarando que esperava receber 8,3 bilhões de reais adicionais.

Carvalho Neto disse ainda nesta segunda-feira que a empresa vai participar do leilão A-1 (energia existente) que deve acontecer na terça feira.

“Temos uma boa quantidade para ofertar”, disse Costa Neto. Mas o executivo disse que a Eletrobras ofereceria menos de 2 mil megawatts no leilão.