Eletrobras pode destinar R$ 500 mi por ano para rio São Francisco

Proposta de destinar por 30 anos recursos da estatal para recuperar rio está no relatório do deputado federal José Carlos Aleluia sobre a desestatização

A Eletrobras deverá direcionar 500 milhões de reais por ano para a revitalização do rio São Francisco durante 30 anos após sua privatização, segundo proposta que constará de relatório do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), relator na Câmara de um projeto de lei sobre a desestatização da elétrica.

O governo federal previa originalmente a destinação de 9 bilhões de reais para o rio, onde estão instaladas hidrelétricas da Chesf, subsidiária da estatal no Nordeste, mas informações na mídia diziam que o valor poderia subir ainda mais, para até 15 bilhões de reais.

“Estamos prevendo a destinação de 500 milhões de reais anuais da geração de energia das usinas do rio para a revitalização do Velho Chico”, escreveu Aleluia no Twitter.

Ele ainda reafirmou que pretende apresentar seu relatório sobre o assunto nesta quarta-feira.

Aleluia também disse na rede social que indicou o Banco do Nordeste como instituição gestora de um fundo que será criado para receber e aplicar os recursos que a Eletrobras direcionará ao São Francisco nas próximas décadas.