Economia mexicana desacelerou no último trimestre de 2015

A economia mexicana, segunda maior da América Latina, registrou um crescimento de 0,5% durante o quarto trimestre de 2015

A economia mexicana, segunda maior da América Latina, registrou um crescimento de 0,5% durante o quarto trimestre de 2015, uma taxa menor em relação ao 0,8% do trimestre imediatamente anterior, informou, nesta terça-feira, o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (Inegi).

Em janeiro, a instituição havia estimado um crescimento de 0,6% para o período entre outubro e novembro de 2015 em comparação ao trimestre anterior, mas depois de realizar ajustes por sazonalidade revisou os números para um aumento real de 0,5%.

O setor de serviços cresceu 0,9%, enquanto o setor da extração de recursos naturais sofreu uma contração de 1,9% e a indústria de 0,4% em relação ao trimestre anterior.

Por outro lado, a instituição confirmou o crescimento total de 2015 de 2,5% comparado ao ano anterior.

Em sua comparação anual, o Produto Interno Bruto (PIB) “registrou um aumento real de 2,5% no trimestre de outubro a dezembro de 2015 com relação ao mesmo trimestre de 2014”, indicou o Inegi.

Essa taxa corresponde à estimativa que havia sido feita em janeiro e é resultado de um crescimento de 3,7% no setor de serviços, de 2,9% na extração de recursos naturais e de 0,2% na indústria.

A economia mexicana cresceu 2,3% em 2014.