Economia do Reino Unido desacelera no 1º trimestre

Queda levou investidores a reduzirem suas apostas em uma alta dos juros pelo banco central britânico no próximo mês

Londres – A economia do Reino Unido desacelerou muito com muito mais força do que o esperado no primeiro trimestre, levando investidores a reduzirem suas apostas em uma alta dos juros pelo banco central britânico no próximo mês.

A economia britânica cresceu no ritmo mais fraco desde o final de 2012, expandindo apenas 0,1 por cento no primeiro trimestre de 2018, na mínima da faixa de projeções em pesquisa da Reuters e bem abaixo da expectativa de 0,3 por cento do Banco da Inglaterra.

Os futuros da taxa de juros reduziram as apostas em uma alta da taxa em maio, para menos de 25 por cento contra cerca de 50 por cento antes dos dados.

“Claramente coloca em dúvida a perspectiva de uma alta dos juros em maio”, disse o economista do Commerzbank Peter Dixon.

A desaceleração ante o crescimento modesto de 0,4 por cento no quarto trimestre de 2017 foi provocado pela maior queda no setor de construção desde o segundo trimestre de 2012.

Mas a Agência Nacional de Estatísticas afirmou nesta sexta-feira que o clima ruim não é o único culpado, com a maior parte da queda em construção acontecendo em janeiro.

“Embora a neve tenha tido algum impacto, particularmente na construção e algumas áreas do varejo, seu efeito geral foi limitado com o clima ruim na verdade impulsionando a oferta de energia e as vendas online”, disse o estatístico da agência Rob Kent-Smith.