Dívida abaixo de 50% do PIB é para longo prazo, diz Levy

Levy deixou claro, contudo, que a primeira meta é estabilizar a dívida bruta em relação ao PIB em 2016, para que depois disso ela inicie trajetória de queda

Brasília – O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta terça-feira que trazer a dívida pública bruta para abaixo de 50 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) é um objetivo positivo de longo prazo.

Em café da manhã com jornalistas, Levy deixou claro, contudo, que a primeira meta é estabilizar a dívida bruta em relação ao PIB em 2016, para que depois disso ela inicie trajetória de queda.

A dívida bruta em novembro, dado mais recente disponível, representava 63 por cento do PIB.

Levy também destacou que a política fiscal terá como objetivo ajudar o Banco Central no combate à inflação e que qualquer ajuste em impostos será compatível com a meta do governo de aumentar o superávit, com impacto mínimo na atividade econômica.