Diretor da OMC pede que países não iniciem guerra comercial

"Nós não podemos ignorar esse risco e exorto todas as partes a considerar e refletir sobre esta situação com muito cuidado", disse Roberto Azevêdo

Genebra – Os Estados-membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) devem impedir “a queda dos primeiros dominós” em uma guerra comercial, disse o diretor-geral da OMC a negociadores em Genebra na segunda-feira, de acordo com uma cópia de seu comunicado divulgado dias após o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciar plano para impor tarifas sobre as importações de aço e alumínio dos EUA.

“À luz dos recentes anúncios sobre medidas de política comercial, é claro que agora vemos um risco muito maior e real de desencadear uma escalada de barreiras comerciais em todo o mundo”, disse Roberto Azevêdo.

“Nós não podemos ignorar esse risco e exorto todas as partes a considerar e refletir sobre esta situação com muito cuidado. Uma vez que começamos este caminho, será muito difícil reverter a direção. O olho por olho nos deixará todos cegos e o mundo em uma profunda recessão.”