Despesas passíveis de corte totalizam R$132,8 bi, corrige governo

Mais cedo, a Fazenda havia informado que o volume total de despesas que poderiam ser contingenciadas era inferior a R$ 100 bilhões

Brasília – O Ministério da Fazenda corrigiu informação sobre o volume total de despesas passíveis de contingenciamento do Orçamento de 2017.

Em nota divulgada nesta tarde de quarta-feira, 29, a Fazenda informa que R$ 132,8 bilhões de despesas podem ser cortadas, sendo que, desse total, R$ 36,7 bilhões são despesas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Segundo a nota, as despesas do PAC são passíveis de contingenciamento. Mais cedo, a Fazenda havia informado que o volume total de despesas que poderiam ser contingenciadas era inferior a R$ 100 bilhões.

“Mesmo que toda a despesa do PAC fosse contingenciada, o que não seria possível, porque parte das obras já está em andamento, não seria suficiente para compensar a deficiência de R$ 58,2 bilhões do Orçamento deste ano”, diz a nova nota.