Desemprego na Eurozona permanece acima de 10%

A agência oficial de estatísticas Eurostat anunciou que 16,3 milhões de pessoas da população ativa dos 17 países da Eurozona estavam desempregadas em novembro de 2011

Bruxelas – O desemprego na Eurozona permaneceu em novembro em seu nível mais elevado, a 10,3%, superando o teto de 10% pelo sétimo mês consecutivo, segundo dados oficiais.

A agência oficial de estatísticas Eurostat anunciou que 16,3 milhões de pessoas da população ativa dos 17 países da Eurozona estavam desempregadas em novembro de 2011, 587.000 a mais que no mesmo mês em 2010.

Mais uma vez, a Espanha foi o país com o maior índice de desemprego no bloco, com 22,9%, segundo a Eurostat.

Entre os 17 países da Eurozona, Áustria (4,0%), Luxemburgo e Holanda (ambos com 4,9%) foram as nações com menor taxa de desemprego.