Desemprego na América Latina subirá para 6,6% em 2015

Segundo relatório da Cepal e OIT, a desaceleração econômica da região fará com que a taxa de desemprego aumente 0,6%

Santiago – A desaceleração econômica da América Latina e o Caribe está afetando os indicadores trabalhistas e fará com que a taxa de desemprego urbana na região aumente dos 6% registrados no ano passado para 6,6% ao fim de 2015, segundo um relatório da Cepal e da OIT divulgado nesta terça-feira em Santiago.

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) elaboraram uma nova edição do relatório “Conjuntura laboral na América Latina e no Caribe”, no qual revisam a evolução dos mercados de trabalho da região no primeiro semestre do ano.

Além disso, as instituições preveem que as desfavoráveis perspectivas de crescimento econômico para este ano na região, com uma recessão estimada em 0,3%, serão refletidas em um “persistente enfraquecimento da demanda laboral e da geração de emprego assalariado”.