Desemprego aumenta na Espanha

De acordo com o ministério do Trabalho, o país tinha no fim de setembro 4.447.650 desempregados, 19.720 a mais que em agosto

Madri – O desemprego na Espanha aumentou em setembro pelo segundo mês consecutivo, com quase 4,45 milhões de pessoas sem trabalho, anunciou o governo nesta quinta-feira.

De acordo com o ministério do Trabalho, o país tinha no fim de setembro 4.447.650 desempregados, 19.720 a mais que em agosto.

Em 12 meses, o número de desempregados, no entanto, registrou queda de 276.754 pessoas.

A Espanha tem dois métodos de cálculo para o desemprego.

O ministério registra as pessoas inscritas como desempregadas nas agências públicas para o emprego.

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) contabiliza as que buscam ativamente um emprego. Os dados trimestrais registravam 5,5 milhões de desempregados em junho, com uma taxa de 24,47%.