Desemprego atinge mais negros em São Paulo

Desemprego entre a população negra chegou a 19,4% em 2016, na Região Metropolitana de São Paulo

Um novo estudo divulgado pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados da Secretaria do Estado de São Paulo (Seade) apontou que, entre 2014 e 2016, o número de desempregados negros foi maior que o número de desempregados não negros, na região Metropolitana de São Paulo.

Segundo o relatório, a crise econômica fez com que as taxas de desemprego se elevassem em todos os grupos sociais e, no recorte raça/cor, esse movimento foi mais intenso para os negros.

Além da maior exclusão do mercado, a diferença salarial também é grande: trabalhadores negros recebem apenas 68% do salário dos não negros.