Demanda aérea doméstica sobe 4% em dezembro e atinge maior nível em 4 anos

No acumulado anual, a procura por viagens avançou 4,4%, enquanto a oferta cresceu 4,7%

São Paulo – A demanda por assentos em voos domésticos no Brasil em dezembro subiu 3,98 por cento ante mesmo mês de 2017, afirmou nesta terça-feira a entidade que representa as empresas aéreas, Abear, no melhor desempenho para o período em quatro anos.

Já a oferta de assentos avançou 2,65 por cento, também na comparação anual. Como o ritmo foi inferior ao da demanda, o nível de ocupação dos voos chegou a 84,36 por cento, com alta de 1,07 ponto percentual ano a ano.

Juntas, GOL e Latam, Azul e Avianca, as sócias da Abear, transportaram 8,6 milhões de passageiros em voos domésticos em dezembro, volume 4,23 por cento maior que um ano antes.

“As estatísticas de oferta, demanda e passageiros transportados são algumas das mais altas já registradas para dezembro, retomando os melhores níveis registrados em 2014”, afirmou a Abear em nota.

Nos voos internacionais, a demanda por transporte aéreo nessas companhias subiu 20,5 por cento sobre dezembro de 2017, enquanto a oferta cresceu 20,06 por cento. Com isso, o nível de ocupação das aeronaves subiu 0,31 ponto percentual, para 83,23 por cento. O total de passageiros transportados teve ampliação de quase 12 por cento, para 869 mil.

No acumulado do ano, a demanda por viagens aéreas domésticas avançou 4,4 por cento, enquanto a oferta cresceu 4,7 por cento. A demanda internacional teve expansão de 16,5 por cento ante 2017 e a oferta teve incremento de 19,7 por cento.