Déficit público da Itália sobe a 8% após primeiro trimestre

Dado ficou acima dos 7% registrados nos primeiros três meses de 2011

Roma – A Itália registrou no primeiro trimestre de 2012 um déficit público de 8% de seu Produto Interno Bruto (PIB), acima dos 7% registrados nos primeiros três meses de 2011, informou nesta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (Istat).

Esses dados são os piores de um primeiro trimestre desde 2009, quando a administração pública da Itália registrou déficit de 9,5%.

Segundo explica o Istat, os resultados deste primeiro trimestre se devem ao aumento dos juros que a Itália teve de pagar por sua dívida e à queda da receita devido ao momento ruim da economia, uma vez que o país fechou 2011 em recessão.

A receita da administração pública no primeiro trimestre de 2012 caiu 1% na comparação com o mesmo período de 2011.

Os dados ruins do primeiro trimestre comprometem o objetivo de redução de déficit público que o Executivo tecnocrata de Mario Monti marcou para 2012, após encerrar 2011 com déficit de 3,9% do PIB.

Em suas previsões aprovadas em abril passado e enviadas à Comissão Europeia, o Executivo italiano se comprometia a fechar 2012 com déficit público de 1,7% do PIB, para baixar em 2013 a 0,5% e a 0,1% em 2014, chegando ao equilíbrio absoluto em 2015.