Déficit do Orçamento no ano deve ser de R$ 51,8 bi, diz Leal

Relator do projeto de lei que altera a meta do Orçamento de 2015 declarou que o valor não inclui os atrasos nos repasses a bancos públicos

Brasília – O Orçamento de 2015 deverá ter uma meta de déficit primário de R$ 51,8 bilhões, disse há pouco o deputado Hugo Leal (PROS-RJ), relator do projeto de lei que altera a meta do Orçamento de 2015. Segundo ele, o valor não inclui os atrasos nos repasses a bancos públicos.

O deputado informou o valor, ao deixar uma reunião com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa. Segundo Leal, os ministério da Fazenda e do Planejamento divulgarão uma nota conjunta mais tarde, detalhando a nova meta.

Na semana passada, o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, adiantou que déficit primário deveria ser de cerca de R$ 50 bilhões, equivalente a 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

Antes de assumir o déficit, o governo trabalhava com uma meta fiscal de superávit de R$ 8,74 bilhões (0,15% do PIB).