Déficit comercial dos EUA atinge maior nível em mais de 9 anos

O resultado é reflexo da queda nas exportações no primeiro mês do ano

Washington – Os Estados Unidos registraram o maior déficit comercial em mais de nove anos em janeiro, uma vez que suas exportações se enfraqueceram no primeiro mês do ano.

O déficit na balança comercial americana cresceu 5% em relação ao mês anterior, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 56,6 bilhões em janeiro, atingindo o maior patamar desde outubro de 2008, segundo o Departamento de Comércio. Economistas consultados pelo The Wall Street Journal previam saldo negativo menor, de US$ 55 bilhões.

As exportações diminuíram 1,3% em janeiro ante o mês anterior, a US$ 200,91 bilhões, refletindo uma queda nos embarques de bens de capital e industriais, enquanto as importações ficaram estáveis, em US$ 257,51 bilhões, com um avanço nas compras de petróleo contrabalançado por reduções em outras categorias.

O déficit comercial de dezembro foi revisado para cima, de US$ 53,12 bilhões para US$ 53,91 bilhões.

Excluindo-se serviços, o déficit dos EUA no comércio de bens em janeiro foi o maior desde julho de 2008.

Já o déficit comercial geral dos EUA com a China atingiu em janeiro o maior patamar desde setembro de 2015, enquanto o déficit americano com o Canadá alcançou o maior nível desde o fim de 2014, considerando-se números não ajustados por fatores sazonais. Fonte: Dow Jones Newswires.