Crédito do FAT Turismo pode chegar a R$ 750 milhões

O financiamento é destinado a micro, pequenos e médios empresários com projetos para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo em 2014

A linha de crédito FAT Turismo, lançada hoje (17) pelo Banco do Brasil, pode ter a quantidade de dinheiro ampliada em 50%, de R$ 500 milhões para R$ 750 milhões. O financiamento é destinado a micro, pequenos e médios empresários com projetos para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo em 2014. O dinheiro é do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com o vice-presidente de Agronegócio do banco, Osmar Dias, o aumento foi solicitado ao Conselho Deliberativo do FAT (Codefat). “Estamos em negociação. O secretário-executivo do Ministério do Trabalho [Marcelo Aguiar dos Santos Sá] assegurou que na próxima reunião do Codefat o assunto será tratado”, afirmou.

Osmar Dias disse que “a princípio” o aumento será de 50%, mas pode ser maior dependendo da demanda por crédito. Segundo ele, a utilização dos recursos do FAT se justifica porque o crédito às micro e pequenas empresas impulsionará o emprego. O secretário-executivo do Ministério do Trabalho confirmou os entendimentos.

O FAT Turismo permite ao empresário tomar emprestados até R$ 2 milhões. Os juros serão abaixo dos praticados no mercado em função do uso da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) acrescida de 4,5% ao ano. O acesso ao financiamento exige que a empresa tenha faturamento bruto anual de até R$ 25 milhões.