Coreia anuncia plano de US$ 5,23 bi para economia

O estímulo à economia será dado por meio da redução de impostos sobre os rendimentos individuais e sobre as compras de imóveis ou carros

Gwacheon – A Coreia do Sul anunciou hoje um pacote de estímulo de 5,9 trilhões de wons (US$ 5,23 bilhões). Esta é a mais recente medida de apoio do governo para a quarta maior economia da Ásia, que tem sido duramente atingida pela recessão global. São 4,6 trilhões de wons para o restante deste ano e 1,3 trilhões de wons para o próximo ano – segundo informou o Ministério de Estratégia e Finanças, essas medidas não exigem a elaboração de um novo orçamento nacional.

O estímulo à economia será dado por meio da redução de impostos sobre os rendimentos individuais e sobre as compras de imóveis ou carros, além da expansão de programas de bem-estar social financiados pelo Estado. O novo plano vem na esteira de um pacote de estímulo de 8,5 trilhões de wons anunciado em junho para impulsionar a economia no segundo semestre de 2012. O estímulo combinado de 13,1 trilhões de wons para este ano equivale a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

A economia sul-coreana, que tem grande força nas exportações, tem sido severamente atingida pela redução da demanda no exterior em meio à prolongada crise da dívida soberana da zona do euro e ao enfraquecimento da economia global.

As exportações caíram 6,2% em agosto ante o mesmo mês do ano anterior – foi o segundo declínio mensal seguido -, com uma queda de 9,3% nas exportações para a União Europeia. Já as importações baixaram 9,8% em agosto. Em junho, o Ministério da Fazenda reduziu a previsão de crescimento do PIB de 2012 para 3,3%, ante 3,7% na projeção anterior. As informações são da Dow Jones.