Conta de luz residencial sobe 11,16% em Mato Grosso

Para os consumidores de grande porte, como a indústria, o aumento será de 13,42%

Brasília – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou, nesta segunda-feira, 07, um reajuste de 11,16% na tarifa de energia para residências da Centrais Elétricas Matogrossenses (Cemat). Para os consumidores de grande porte, como a indústria, o aumento será de 13,42%. Com isso, o reajuste médio será de 11,89% para os clientes da distribuidora a partir desta terça-feira, 08.

Com cerca de 1,1 milhão de consumidores no Estado do Centro-Oeste, a Cemat está sob intervenção da Aneel desde agosto de 2012, junto com outras sete empresas do Grupo Rede – o controle inclui as distribuidoras Celtins (TO), Enersul (MS), Companhia Força e Luz do Oeste (PR), Caiuá (SP), Bragantina (SP/MG), Vale Paranapanema (SP) e Nacional (SP). O Grupo Rede, do empresário Jorge Queiroz Júnior, atingiu uma dívida total de quase R$ 6 bilhões, sendo R$ 2 bilhões da Cemat.

As dívidas levaram a Aneel autorizar a transferência das empresas para a Energisa, sediada em Minas Gerais (MG), que deve assumir o controle total das distribuidoras até 15 de abril. A Energisa pretende investir R$ 1,2 bilhão nas oito empresas. A Energisa passa a controlar 13 concessionárias. A companhia controlava até então cinco distribuidoras: duas na Paraíba, uma em Minas Gerais, uma em Sergipe e uma Nova Friburgo (RJ).