Consumo de energia tem alta de 0,7% em novembro de 2014

Na comparação com outubro deste ano, quando foram registrados 61.998 MW médios, houve queda de 1,1%, segundo informações da CCEE

São Paulo – O consumo prévio de energia elétrica no Brasil atingiu 61.292 MW médios em novembro de 2014, o que representa leve alta de 0,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entretanto, na comparação com outubro deste ano, quando foram registrados 61.998 MW médios, houve queda de 1,1%, segundo informações da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Do montante consumido no mês, 75% foi absorvido pelo mercado regulado (46.229 MW médios), no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, e 25% pelo livre (15.063 MW médios), no qual o consumidor negocia o suprimento diretamente com os geradores e comercializadores de energia.

Os dados constam do InfoMercado mensal, boletim publicado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE que traz os dados prévios de geração e consumo de novembro e as informações detalhadas da contabilização de outubro de 2014.

O ambiente livre, segundo a prévia de medição do InfoMercado da CCEE, teve como destaques o desempenho de consumidores que atuam nos ramos de comércio e extração de minerais não metálicos, com alta de 11,69% e 9,78% frente a novembro de 2013, respectivamente.

Outros segmentos com variação positiva no consumo foram os de telecomunicações (6,40%), serviços (4,28%), transporte (2,98%) e químicos (1,70%).

Já as maiores reduções da prévia de consumo aconteceram nos setores de bebidas (-14,64%), metalurgia e produtos de metal (-10,79%), saneamento (-9,56%) e veículos (-8,79%), diz a CCEE.

No geral, dos 15 segmentos acompanhados pelo InfoMercado, 9 apresentaram retração de consumo e 6 tiveram elevação, o que resulta em uma variação média negativa de 3,96% frente a novembro/13.

A prévia da geração de energia elétrica total atingiu 63.278 MW médios em novembro de 2014, 0,4% superior ao registrado no mesmo mês de 2013, quando foram gerados 63.007 MW médios.

O maior crescimento, frente a novembro de 2013, foi na produção eólica, que teve alta de 70,2%, com um montante de 1.825 MW médios.

As usinas hidráulicas foram as que registraram maior queda de geração em novembro (-10,5%), passando de 45.840 MW médios no ano passado para 41.021 MW médios em novembro de 2014.

As pequenas centrais elétricas (PCHs) também apresentaram retração, de 3,2%, totalizando 2.236 MW médios.