Confiança do comércio do Brasil cai em abril, mostra FGV

Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil teve recuo de 0,1 ponto e foi a 96,7 pontos no mês

São Paulo – A confiança do comércio no Brasil interrompeu sete meses de altas e recuou em abril diante da cautela dos empresários para os próximos meses, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil teve recuo de 0,1 ponto e foi a 96,7 pontos no mês.

“Depois de um período de alta consistente da confiança do Comércio, a acomodação de abril parece refletir a incerteza em relação ao ritmo futuro da economia. A patinada das expectativas sugere que os empresários do comércio estão cautelosos em relação aos próximos meses”, disse em nota o coordenador da Sondagem do Comércio da FGV IBRE, Rodolpho Tobler.

A FGV explicou que o resultado derivou principalmente do recuo de 0,8 ponto no Índice de Expectativas (IE-COM), para 99,4 pontos.

Por outro lado, o Índice da Situação Atual (ISA-COM) registrou avanço de 0,6 pontos e foi a 94,1 pontos, maior nível desde junho de 2014 (96,5 pontos) e que, segundo Tobler, “reforça a percepção de que a fase de recuperação das vendas persiste”.

O comércio acompanha o movimento apresentado pelas confianças do consumidor e da construção. O primeiro apresentou piora do otimismo em relação à economia e o mercado de trabalho, enquanto o segundo também caiu devido às incertezas sobre o país.