Confiança da zona do euro cai e expectativa de inflação sobe

A pesquisa mensal mostrou que o indicador de sentimento econômico caiu para 86,1 em agosto ante 87,9 em julho, contra expectativa de economistas

Bruxelas – A desaceleração da economia da zona do euro fez o sentimento econômico da região piorar em agosto mais do que o previsto, e as expectativas de inflação entre os consumidores saltaram, mostraram nesta quinta-feira dados da Comissão Europeia.

A pesquisa mensal da CE mostrou que o indicador de sentimento econômico caiu para 86,1 em agosto ante 87,9 em julho, contra expectativa de economistas de uma queda para apenas 87,5.

O declínio se deveu principalmente à forte deterioração do sentimento em construção no setor de varejo e serviços e entre consumidores. A queda do otimismo na indústria foi a menor.

A pesquisa da CE também mostrou que as expectativas do consumidor para a inflação 12 meses à frente saltou para 26,1 em agosto ante 21,6 em julho.

As expectativas de crescimento dos preços entre manufatureiros também subiu para -0,4 ante -1,9.

Os dados foram divulgados uma semana antes de uma reunião para determinação da taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE). Economistas estão divididos sobre se o banco vai reduzir sua principal taxa de refinanciamento de 0,75 por cento para uma nova mínima recorde de 0,5 por cento na próxima semana.

O BCE quer manter a inflação abaixo, mas perto, de 2 por cento no médio prazo e o crescimento do preço ao consumidor registrou variação de 2,4 por cento na comparação anual em maio, junho e julho. A primeira estimativa para agosto será publicada na sexta-feira.