Confiança da indústria fica estável em fevereiro, indica FGV

A pontuação de 102,3 do ICI é inferior à média histórica desde 2003

Rio de Janeiro – A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) de fevereiro ficou estável em relação ao resultado final do mês anterior, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). De acordo com o resultado preliminar, divulgado hoje (23), ICI permaneceu em 102,3 pontos.

Essa pontuação, que mostra o nível de otimismo dos empresários do setor da indústria de transformação, é inferior à média histórica desde 2003, 103,8 pontos. Em fevereiro do ano passado, o índice havia alcançado 112,5, depois de registrar 112,8 pontos em janeiro de 2010.

De acordo com o levantamento, o Índice da Situação Atual (ISA), na prévia de fevereiro, aumentou pelo terceiro mês consecutivo, subindo 0,6% e atingindo 103,6 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) diminuiu em fevereiro na mesma proporção, para 101,1 pontos.

O documento também aponta que a prévia para o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) ficou estável em 83,7% na prévia de fevereiro, patamar superior à média histórica desde 2003 (83,3%).

Para a prévia do ICI, calculado a partir de dados da Sondagem Conjuntural da Indústria da Transformação, foram consultadas 805 empresas, cerca de dois terços da amostra total da pesquisa. O resultado final do ICI será divulgado em 29 de fevereiro.