CMN reduz juro de empréstimo do BNDES para Estados

Os recursos serão emprestados com custo de Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), hoje em 5,5% ao ano, mais um spread

Brasília – O Conselho Monetário Nacional (CMN), em reunião extraordinária realizada na terça-feira (06), reduziu as taxas de juros dos R$ 20 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinados a obras de infraestrutura nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Os recursos serão emprestados com custo de Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), hoje em 5,5% ao ano, mais um spread. Esse spread caiu de 1,1% ao ano para 0,55% ao ano nas operações com garantia da União.

Nos empréstimos sem esta garantia, a taxa cai de TJLP +2,1% ao ano para TJLP + 1% ao ano. Na última quinta-feira, em outra reunião, o CMN já havia decidido que o repasse seria feito por meio de outros bancos públicos. Esses bancos terão de assumir o risco da operação, além de ficarem responsáveis pelo acompanhamento e monitoramento dos empréstimos.

A criação dessa linha de crédito, chamada de Pró-Investe, foi anunciada pelo governo federal em junho deste ano. O prazo de contratação vai até 31 de janeiro de 2013. São Paulo vai receber R$ 1,958 bilhão desse total, o maior valor entre todas as unidades da federação.