Cielo vê sinais de início de melhora no consumo no país

O executivo da Cielo afirmou ainda que não espera que a Olímpiada produza um volume adicional de transações suficiente para impactar nas expectativas da empresa

São Paulo – O presidente da companhia de meios de pagamento Cielo, Rômulo Dias, afirmou nesta terça-feira que parece estar havendo na economia o surgimento de um ponto de inflexão na queda do consumo do país, o que poderá ampliar o volume de transações com cartões nos próximos trimestres.

Em teleconferência com analistas do setor, o executivo afirmou ainda que não espera que a Olímpiada no Rio de Janeiro produza um volume adicional de transações de consumidores suficiente para impactar nas expectativas da empresa para este ano.

A empresa divulgou na véspera alta de 13,5 por cento no lucro líquido do segundo trimestre sobre o mesmo período do ano passado, a 1 bilhão de reais.

O resultado veio apoiado por uma alta de quase 10 por cento das operações com cartão e de débito.