China anuncia novas medidas para estimular consumo doméstico

A China prevê subsídios à infraestrutura para veículos que não utilizam combustíveis fósseis e estímulos às vendas de automóveis na área rural do país

Pequim – A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China revelou nesta terça-feira, 29, detalhes do plano para estimular o consumo no mercado interno neste ano, após a desaceleração do crescimento da economia do país em 2018.

O plano prevê subsídios à infraestrutura para veículos que não utilizam combustíveis fósseis e estímulos às vendas de automóveis na área rural do país, onde há grande potencial de consumo.

Segundo a Comissão, o esfriamento do mercado automotivo foi o principal motivo para a desaceleração das vendas no varejo no ano passado.

A China também vai subsidiar consumidores para que troquem eletrodomésticos e utilidades domésticas por novos produtos.