China diz que trocas do iuane pelo real estão aumentando

Moeda brasileira pode ser autorizada a entrar no mercado de câmbio chinês em breve

Pequim – A China vai gradualmente introduzir mais moedas em seu mercado de câmbio, em um esforço para preparar o iuane para o mercado global, disse hoje Zhang Shengju, vice-diretor geral do departamento de pesquisa do Sistema de Câmbio da China. Segundo ele, a demanda por trocas diretas do iuane pelo real do Brasil e pelo won da Coreia do Sul está crescendo, o que sugere que estas moedas são as principais candidatas à possível entrada no rigidamente controlado mercado de câmbio chinês.

O ringgit da Malásia e o rublo da Rússia são as mais recentes adições ao mercado, que transaciona também o dólar norte-americano, o dólar de Hong Kong, o iene japonês, o euro e a libra britânica. As trocas do iuane com estas sete moedas são atualmente autorizadas dentro de determinadas bandas em torno da taxa de câmbio diária de referência fixada pelo banco central da China.

Zhang disse que as negociações com o ringgit não têm ocorrido por causa de restrições da Malásia à liquidação financeira da moeda. As informações são da Dow Jones.