China corta taxas de juros pela segunda vez neste ano

Banco central chinês tenta impulsionar o crescimento econômico da segundo maior economia do mundo

Pequim – O banco central da China cortou as taxas de juros pela segunda vez em dois meses nesta quinta-feira, na tentativa mais recente para impulsionar o crescimento econômico da segundo maior economia do mundo.

A taxa básica de empréstimo será reduzida em 31 pontos-base, para 6 por cento, e as taxas de depósito serão reduzidas em 25 pontos-base, para 3 por cento, informou o Banco do Povo da China em comunicado em seu website.

Esse corte de juros começará a valer na sexta-feira. O banco central cortou as taxas de juros pela última vez em 7 de junho.

Somando-se ao corte nas taxas de empréstimo e de depósito, o banco central tomou mais uma ação acerca da liberalização das taxas de juros, ao diminuir o piso para as taxas de empréstimo para 70 por cento da taxa básica de juros, ante 80 por cento anteriormente.