Cesta básica em SP encarece 0,72% em agosto

O levantamento aponta que o preço médio do conjunto de itens essenciais passou de R$ 391,56, em 14 de agosto, para R$ 394,36, no dia 21

São Paulo – O valor da cesta básica paulistana registrou alta de 0,72% entre os dias 15 e 21 de agosto. Dos 31 produtos pesquisados, 14 aumentaram de preço, 14 apresentaram queda e outros três permaneceram estáveis, de acordo com Pesquisa da Fundação Procon-SP, feita em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e divulgada nesta sexta-feira, 22.

O levantamento aponta que o preço médio do conjunto de itens essenciais passou de R$ 391,56, em 14 de agosto, para R$ 394,36, no dia 21.

Com o resultado, a variação no mês de agosto ficou negativa em 3,31% e, nos últimos 12 meses, a elevação do custo da cesta básica ficou em 8,07%.

No período, entre os três grupos analisados houve deflação apenas em Higiene Pessoal (-0,40%). Os grupos Alimentação e Limpeza registraram inflação de 0,74% e 1,51%, respectivamente.

De 15 a 21 de agosto, os produtos que mais subiram foram: batata (7,43%); sabão em barra (4,30%); salsicha avulsa (2,88%); frango resfriado inteiro (2,77%) e cebola (2,67%). Já as maiores quedas foram constatadas no alho (-4,33%); biscoito maisena (-2,99%); farinha de mandioca torrada (-2,76%); margarina (-2,11%) e óleo de soja (-1,85%). Os itens extrato de tomate, leite em pó integral e desodorante spray não variaram.