Centro-Oeste lidera queda no superávit primário de 2013

Na região, o superávit caiu de R$ 2,714 bilhões em 2012 para R$ 1,485 bilhão em 2013

Brasília – Os dados regionais fiscais que passam a ser divulgados pelo Banco Central a partir desta sexta-feira, 31, mostram que a maior queda no superávit primário foi na região Centro-Oeste, de R$ 2,714 bilhões em 2012 para R$ 1,485 bilhão em 2013.

No Sudeste, o saldo positivo passou de R$ 13,168 bilhões para R$ 12,605 bilhões. No Nordeste, o recuo foi de R$ 2,973 bilhões para R$ 2,630 bilhões.

O Norte foi a única região que registrou déficit (R$ 607 milhões), ante superávit de R$ 1,672 bilhão no ano anterior. O Sul aumentou o esforço fiscal de R$ 3,354 bilhões para R$ 4,144 bilhões.

Por Estado, destaque para o Mato Grosso, que passou de superávit de R$ 1,362 bilhão em 2012 para déficit de R$ 95 milhões em 2013.

Minas Gerais teve recuo no primário de R$ 2,034 bilhões para R$ 299 milhões. Em São Paulo, o superávit caiu de R$ 10,919 bilhões para R$ 10,573 bilhões.

Os números consideram, conjuntamente, dados do governo estadual, do município da capital e dos principais municípios.