Cana de açúcar processada é a menor das últimas 4 safras

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), foram 28,8 milhões de toneladas, valor 27,8% inferior à quinzena anterior

São Paulo – Na segunda quinzena de setembro, o volume processado de cana-de-açúcar nas usinas do Centro-Sul do país foi o menor do período nas últimas quatro safras.

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), foram 28,8 milhões de toneladas, valor 27,8% inferior às 39,9 milhões de toneladas de cana moídas na quinzena anterior. A produção caiu 15,4% ante o mesmo período de 2013 (34 milhões de toneladas).

Segundo Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Unica, a redução na moagem é resultado da “chuva que atingiu as regiões canavieiras, prejudicando a colheita”.

As usinas paranaenses perderam, em média, sete dias de moagem, enquanto as de Mato Grosso do Sul e de São Paulo perderam cinco dias.

Outro problema que afetou a safra é a menor oferta de matéria-prima, resultado da seca.

“A produtividade agrícola diminuiu 9% nos canaviais do Centro-Sul ante o mesmo mês do último ano. No estado de São Paulo, a quebra agrícola mensal supera 15%”, diz a Unica.

Desde o início da atual safra, em abril, até o dia 1º de outubro, o volume processado de cana somou 441,5 milhões de toneladas. A produção de açúcar diminuiu 1% com 25 milhões de toneladas. O volume de etanol aumentou 4,2%, somando 19,6 bilhões de litros.

Na última quinzena de setembro, a produção de açúcar somou 1,6 milhão de toneladas, queda de 28,8% em comparação ao mesmo período da safra 2013/2014. A produção de etanol atingiu 1,57 bilhão de litros no período.