Camex zera imposto de remédios contra hepatite C e leucemia

Com a decisão, o Imposto de Importação incidente sobre os fármacos será retirado

Brasília – A Câmara de Comércio Exterior (Camex) incluiu na Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum do Mercosul (Letec) dois medicamentos, o dicloridrato de daclatasvir e o dasatinibe, usados nos tratamentos de hepatite C e leucemia, respectivamente.

Com a decisão, o Imposto de Importação incidente sobre os fármacos será retirado. A alíquota, que antes da mudança era de 8%, agora passa a ser de 0%. A decisão da Camex está publicada na edição desta terça-feira, 16, doDiário Oficial da União (DOU).