Câmara aprova texto principal do Rota 2030 e vota emendas

Deputados precisam ainda analisar emendas a serem votadas separadamente

Brasília – A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o texto principal da MP 843, um novo regime tributário para as montadoras de veículos no Brasil com a contrapartida de investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias, o chamado Rota 2030.

O texto aprovado é o projeto de lei de conversão de autoria do deputado Alfredo Kaefer (PP-PR). Os deputados votam nesta noite emendas ao projeto.

O aumento de subsídios para montadoras do Centro-Oeste segurou a votação no início da tarde. O texto é considerado valioso para o setor e foi aprovado no fim de outubro, na comissão mista criada para avaliar a MP, depois de longas negociações que envolveram inclusive um atrito entre as montadoras Ford e Fiat, com fábricas na Bahia e Pernambuco, respectivamente.

A matéria precisa ainda ir ao Senado e, depois, para sanção presidencial, o que precisa ocorrer até o dia 16 de novembro, prazo limite até que a MP caduque.

Na terça-feira, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o governo deseja ver aprovado o texto original da proposta, sem as modificações sugeridas pelos parlamentares. “O interesse do governo, basicamente se situa no texto original porque entendemos que é o interesse do Brasil todo”, disse. De acordo com ele, mudanças no texto que forem aprovadas pelo Congresso serão analisadas “caso a caso”.