Caixa esconde números desfavoráveis ao governo, diz Folha

Revista Exame antecipou em julho dados que comprovam desempenho ruim do Minha Casa, Minha Vida principalmente na faixa de renda menor

São Paulo – A edição desta sexta-feira (13) do jornal Folha de S. Paulo mostra que a Caixa Econômica Federal esconde números desfavoráveis ao governo. O programa Minha Casa, Minha Vida está longe de atingir a meta de um milhão de contratos assinados neste ano.

Segundo a reportagem, a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal informou que não existem dados sobre os números de obras executadas por faixa de renda.

“Mas os números existem e mostram que, no segmento no qual se concentra 90% do deficit habitacional do país, a conclusão dos imóveis não chega a 2%”, diz a Folha.

O principal dado – que mostra que foram entregues apenas 0,23% das unidades previstas para a faixa de renda de até três salários – tinha sido antecipado pela revista Exame na edição 972, em 28 de julho, em uma reportagem sobre o impacto da falta de saneamento básico no programa Minha Casa, Minha Vida.

A editora de Exame Angela Pimenta também levantou o assunto no blog Esquerda, Direita e Centro em dois posts: “Luz amarela no Minha Casa, Minha Vida”, de 5 de julho, e “Preço do Minha Casa, Minha Vida não vai subir, diz Márcio Fortes”, de 8 de julho.