Brasileiro acredita que a economia está cada vez melhor

Segundo pesquisa da Ipsos, maioria da população brasileira acredita que a economia nacional vai estar mais forte em 6 meses

São Paulo – Aproximadamente 65% dos brasileiros acreditam que a economia do país vai estar mais forte dentro de 6 meses. É o que aponta a pesquisa global de consumo e crédito da Ipsos apresentada na manhã desta quarta-feira em São Paulo.

Os dados apresentados por Darrell Bricker, CEO da Ipsos Global, mostram que, na percepção do brasileiro, a crise global não passou por aqui. Enquanto na Espanha, apenas 4% da população classifica a economia do país como boa, 51% dos brasileiros têm essa visão otimista.

A pesquisa é feita mensalmente em 24 países, que representam 75% do PIB mundial e 63% da população. Segundo os dados colhidos, a Arábia Saudita lidera com 84% de sua população classificando sua economia como boa. Na média, 4 em cada 10 cidadãos no mundo vê a economia de seu país de forma positiva.

Em relação ao futuro, os brasileiros lideram o ranking de otimismo. Cerca 65% da nossa população acredita que a economia brasileira estará mais forte em 6 meses. De uma forma geral, enquanto os EUA e os países europeus estão pessimistas em relação ao futuro – na França, apenas 4% da população pensa que o país estará mais fortalecido em 6 meses, a América Latina está confiante. Outras duas fortes economias da região, México e Argentina, tem 41% de sua população acreditando em uma economia mais forte.

Darrell destacou que, em relação ao crédito, há uma boa oportunidade de expandir o crédito no mercado brasileiro já que 32% da população do país pensa em assumir algum financiamento nos próximos 12 meses. “A expectativa global é de dias melhores, principalmente no Brasil”, disse.