Brasil terá de viver com câmbio mais fraco, diz Aldo Mendes

Para diretor de Política Monetária do Banco Central a depreciação do real está em linha com outras moedas

Londres – O Brasil terá de conviver com uma taxa de câmbio mais fraca se a recente desvalorização do real em relação ao dólar estiver em linha com outras moedas, afirmou o diretor de Política Monetária do Banco Central, Aldo Mendes, nesta terça-feira.

Aldo, que está em Londres participando de um evento, disse que a depreciação do real está em linha com outras moedas e, por isso, “não há nada que podemos fazer”.

Ele disse ainda que, enquanto o real estiver caminhando (em linha) com todas as outras moedas num movimento global, trata-se de um cenário normal. “Temos de conviver com isso”, afirmou ele.