Brasil tem déficit recorde em conta corrente para agosto

Saldo negativo da conta corrente - que mede as transações do Brasil com o exterior - foi de US$ 54,8 bilhões nos oito primeiros meses do ano

São Paulo – O Brasil registrou em agosto um déficit de US$ 5,48 bilhões em conta corrente, o pior nível registrado para o mês, informou nesta quarta-feira o Banco Central.

O saldo negativo da conta corrente – que mede as transações do Brasil com o exterior – foi de US$ 54,8 bilhões nos oito primeiros meses do ano, frente a US$ 57,6 bilhões no acumulado do mesmo período de 2013.

Nos últimos doze meses, o déficit da conta corrente, que inclui o fluxo de transações internacionais relativas ao comércio, serviços, rendas e transferências unilaterais, foi de US$ 78,4 bilhões, equivalente a 3,47% do PIB.

O Investimento Estrangeiro Direto (IED) em agosto foi de US$ 6,84 bilhões, cobrindo parte do rombo criado pelo déficit da conta corrente no período.

No mesmo mês, o saldo da balança comercial registrou superávit de US$ 1,16 bilhões, enquanto a conta da categoria serviços ficou negativa em US$ 3,79 bilhões.

O saldo é resultado de uma queda de 3,6% nas despesas de viajantes estrangeiros no Brasil e da expansão de 6,6% nos gastos de turistas do país no exterior.

Além disso, as remessas líquidas de renda para o exterior somaram US$ 3 bilhões, aumento de 7,8% em relação ao mesmo mês de 2013.

O Banco Central também informou que as reservas internacionais, em conceito de liquidez, totalizaram US$ 331,1 bilhões em agosto.