Brasil sem Miséria faz 1 ano com avanços, diz Dilma

A presidente ressaltou que no último ano quase 700 mil famílias passaram a receber o benefício por meio da chamada busca ativa

Brasília – A presidente Dilma Rousseff disse hoje (28) que o Programa Brasil sem Miséria completa um ano com avanços no combate à pobreza. Ela lembrou que nos primeiros 12 meses de ação a principal estratégia do governo foi encontrar parte da população que, mesmo tendo direito, ainda não recebia o Bolsa Família.

No programa semanal Café com a presidente, Dilma ressaltou que no último ano quase 700 mil famílias que vivem no semiárido, em grandes cidades brasileiras e nas florestas passaram a receber o benefício por meio da chamada busca ativa.

“Sabemos que ainda existem mais brasileiros fora do cadastro do Bolsa Família, mas não vamos descansar enquanto não chegarmos a todos eles”, disse. “Com o Brasil sem Miséria, estamos enfrentando o desafio de acabar com a extrema pobreza no país. Esse é o compromisso do meu governo, um compromisso que significa garantir renda, mas também garantir saúde, alimentação, água tratada, educação e qualificação profissional”, completou.

Dilma avaliou aque o Programa Brasil Carinhoso, lançado recentemente pelo governo federal, é considerado a ação mais importante voltada para crianças pobres dentro do Brasil sem Miséria. A presidente comentou também sobre o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec) e disse que 89 mil trabalhadores já foram matriculados em cursos de capacitação.

“Realmente tivemos grandes conquistas, mas ainda temos muito o que fazer para dar mais oportunidades a todo o nosso povo. No Nordeste, por exemplo, estamos levando assistência técnica, sementes, recursos e o Programa de Aquisição de Alimentos para 250 mil agricultores familiares”, destacou.